Tutoriais

TV para jogos: aprenda a escolher a ideal

Quando se fala em recursos tecnológicos, sabemos que tudo pode alterar o desempenho de um game. Por isso, não é surpresa que a escolha da TV para jogos deva ser feita considerando critérios importantes.

A opção ideal vai depender bastante do seu orçamento, já que os preços podem variar em relação ao custo-benefício e vantagens do produto. De todo modo, vale a pena ficar atento a critérios como input lag, HDR, tipos de tela e taxa de atualização (hertz), especialmente, se você usará a TV para e-sports. Adiantamos que modelos com resolução 4K devem estar na sua lista de preferências!

A seguir, detalharemos cada um dos critérios citados para ajudar você a fazer a melhor compra. Vale ressaltar que não expomos as melhores marcas, e sim o que você deve considerar ao comprar a sua TV para games. Boa leitura!

Input lag

Escolher uma nova tela para jogos sem reparar nesse critério é, sem dúvidas, correr um grande risco de se decepcionar com a jogabilidade. Isso porque o input lag pode ser resumido como o tempo de resposta dos comandos enviados do console para a TV. Ou seja, quanto menor o input lag da TV, maior é a rapidez das ações nos jogos — pressionar botões para chutar, dar soco, avançar etc.

O input lag é medido em milésimos de segundos (ms). Entre 20 e 40 ms, os jogos rodam rapidamente. Mas, a partir de 41 ms, a lentidão já fica perceptível. Por isso, olhos atentos!

HDR

Lembra que sugerimos de cara televisores 4K? É preciso ficar atento na compra da sua TV para jogos, porque nem todas elas apresentam HDR. Essa sigla significa High Dinamic Range (em português, Dinâmica de Alto Alcance) e tem a ver com a qualidade da imagem, possibilitando que a TV tenha contrastes evidentes e cores mais realísticas.

Ao conferir as descrições dos televisores, procure expressões como “HDR Premium” ou até “Ultra HD Premium”.

Telas

Os tipos de tela mais comuns encontrados no mercado são: LCD, LED, OLED e QLED. A escolha de uma TV para jogos deve considerar esses modelos. Saiba o que significa cada um:

LCD

São as telas de cristal líquido, que emitem cores quando energizadas. A vantagem desse modelo é o preço acessível, apesar de ficar atrás dos outros no quesito profundidade das cores e melhores ângulos. É uma boa opção para quem busca o melhor custo-benefício.

LED

Esse modelo utiliza diodos emissores de luz para iluminar o painel. Com a presença dos cristais líquidos, é mais econômico do que o LCD e oferece cores mais vibrantes. O investimento maior em telas LED compensa a qualidade da imagem.

OLED

Essa é uma evolução do LED. Nela, há o abandono dos cristais líquidos, e os diodos orgânicos emitem a própria luz, o que economiza ainda mais energia. A tela OLED oferece menor distorção em relação aos ângulos de visão e cores mais vivas do que o LED.

QLED

Esse modelo é utilizado em televisores de ponta da Samsung. A emissão de luz fica por conta de pontos quânticos, em vez de orgânicos. A qualidade da imagem não apresenta diferenças imensas em relação ao OLED, oferecida por outras marcas, assim como os preços.

Taxa de atualização (hertz)

Hertz é a unidade de medida para avaliar frequência. A taxa de atualização mede o número de vezes que a tela é atualizada por segundo. Se uma TV tem 60 Hz, por exemplo, significa que a tela consegue reproduzir 60 frames (quadros) por segundo. Ou seja, quanto maior a frequência, maior é a riqueza de detalhes das imagens. O ideal é que a TV tenha entre 120 e 240 Hz.

Agora você já sabe o que considerar na hora de comprar a sua TV para jogos. Lembre-se de se certificar de cada item apontado neste artigo para não cair em conversas mentirosas. Na busca pela TV, você poderá ouvir alguns mitos que podem levar a insatisfações e prejuízos. Portanto, mantenha a cautela e escolha o modelo com mais recursos para gamers!

Gostou das dicas? Vimos que escolher a TV ideal para curtir os seus jogos favoritos requer certos cuidados. Por isso, que tal compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais? Divulgue boas informações!

Share This